quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

Conversas da treta

Lembram-se do meu colega que entrou em Medicina com média de 14 e tal, alegando uma deficiência?! Ora, pois, como eu não tenho mais nada em que pensar, pus-me a lembrar duma conversinha que tive com ele quando era da turma dele.
Nós dávamo-nos mal. Aliás, dizer que nos dávamos mal é pouco.

Odiei-o, desde a primeira conversa que tive com ele, porque vi logo que ele não tinha nada no cérebro e que a cabeça dele, aliás, não estava agarrada ao pescoço... se bem me entendem.

Ora, ele era do tipo de querer agradar a toda a gente, e sempre a meter-se na conversa dos outros, e a querer ser o centro das atenções nas aulas. Bem, ele devia pensar que, sendo assim nas aulas, lhe davam boas notas. Estava enganado.

Uma vez, numa aula de Físico-Química, seguiu-se o seguinte diálogo:

Professor CFQ: Hoje vamos ver espectros!
Dito-Cujo-Coleguinha: AHHH! Stôr, podemos ver o espectro do crípton? É verde!
parafina falsificada:
Sim. Verde, cor da esperança. Esperança que te cales!


Estão à espera que vos diga que o dito cujo coleguinha saltou para cima de mim, com os nervos?!
Não, não saltou. Sorriu e continuou a falar-me como se nada tivesse acontecido.

Que nervos!


parafina falsificada

3 comentários:

Anónimo disse...

Cão... Cão... Cão!!!

Belinha - cããããããããão!!!

parafina falsificada disse...

LOL

Anónimo disse...

Melhor.Boca.De.Sempre


ass: rita