sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Histórias das minhas viagens VII

Expresso das 8h42, Castelo Branco - Lisboa

Assim que partimos de Castelo Branco, uma senhora de idade resolveu começar a cortar as unhas em pleno autocarro. Ela cortou as unhas das mãos, tirou as pelezinhas e depois, e sim porque ela não se deu por satisfeita só por ter cortado as unhas das mãos, cortou as unhas dos pés também.

Extremamente "Oh-Meu-Deus-Isto-Não-Me-Pode-Estar-A-Acontecer!"

Vá lá, desta vez não ia ao meu lado...

parafina falsificada

3 comentários:

Rita disse...

Mas as pessoas não têm noção do ridículo (e do nojento também) ?!

Credo!

*F disse...

Oh God! xD

Nos meus expressos não há disso!
Isso é muito badalhoco!

rummy disse...

epah cortar as unhas das mãos já é mau... mas passar pras dos pés torna td ainda pior. essas pessoas n devem ter noçao q cortar as unhas é um acto intimo q n deve ser partilhado com o mundo xD