sexta-feira, 13 de junho de 2008

Santos Populares '08

Pela segunda vez na minha vida, lá fui eu aos Santos Populares. Parece que por uma noite toda a gente dá em doida, e canta até não ter voz, berra "Portugal Alééé" só porque lhe apetece, dança mesmo havendo pouco espaço nas ruas, epá... espectacular!

Corremos imensos bairros, apanhámos uma Happy Hour de dois copos de sangria a 1€ (quando provámos a sangria entendemos porque é que dois copos custavam 1€... nunca provei sangria tão má na minha vida!), bebemos ginjas muito boas, comemos bifanas deliciosas (mas pequenas pá... ainda tivemos que ir à Europoupança do McDonalds) e essencialmente divertimo-nos muito (pelo menos eu diverti-me).

Há que referir que fiz directa (apanhei o expresso das 8h em Sete Rios... ia-me dando uma coisa quando cheguei a casa porque me doíam as pernas tanto e só queria descansar.. mas não podia!). O que vale só tenho exame dia 26!!

Momentos da noite a referir:

- D. rouba uma lata, do que pensava ela ser Sagres, mas na verdade era Coca-Cola. Foi uma grande desilusão para a rapariga. No fim, acabou por ser praxada pelo Dux da nossa faculdade (que encontrámos assim do nada), que a fez beber a Coca-Cola de penalty (não foi bonito, é tudo o que tenho a dizer...) ;

- Nós a cantar a música do D'Artacão quando ela passou na barraquinha da Madeira - belo momento! ;

- Quando não havia música, nós fazíamos a música. O melhor era que o pessoal à nossa volta entrava na brincadeira;

- Em pleno Bairro Alto, todos a berrar "CHOURIÇÃO!" somente porque nos apeteceu;

- Na rua do Palpita-me e da Tasca do Chico (que tem uma óptima sangria), tivemos direito a uma tourada humana, que gravámos, mas esse vídeo nunca vai ser divulgado principalmente porque não se deve ver nada e só se deve ouvir os nossos risos parvos (àquela hora já era normal estarmos assim) - além de que uma tourada humana é... de doidos!

- No autocarro para o Saldanha, o dito vinha cheio e vinha cheio de azeiteiros que só me apetecia dar-lhes uns bons murros naquelas caras de tão parvos que aquelas pessoas eram; nunca vi tanta burrice e parvoíce junta como naquele autocarro.

parafina falsificada

3 comentários:

Rita disse...

Doidos!

Ainda bem q te divertiste, andavas precisar n'era primita? **

Rita disse...

*andavas a precisar :)

*F disse...

Ridiculo! É tudo o que tenho a dizer dessa noite!

Isso e que no dia a seguir dormi 19 horas! Tralalalal xD

Eu <3 Lisboa!