segunda-feira, 4 de agosto de 2008


Life sucks, and then you die.

Yeah, I should be so lucky.

Sim, já li. Em inglês, é claro, mas já o li. Foi um livro interessante, mas acho que ainda não o digeri muito bem. Mais uma vez (e como aconteceu com os livros anteriores), não consegui parar de ler e tive mesmo que o acabar (fiz uma pequena pausa para rever Match Point ontem à noite e foi isso).

Sem revelar coisas sobre a história, visto que sei que a maioria do pessoal que conheço e lê este blog só irá ler o livro quando ele sair em português, deixo aqui apenas algumas opiniões (que quando sair o livro em português, eventualmente, se me lembrar, as postarei de uma forma mais 'spoilerish'):

- O que acontece no capítulo 7, no início da coisa, meteu tanta piada. Não sei porquê, mas eu já estava à espera que aquilo acontecesse. É verdade que nos capítulos seguintes aquilo não meteu muita piada, mas ainda assim...

- Adorei o Jacob neste livro. Foi, tipo, o único livro onde eu o suportei. Que querido. E lol ao que lhe acontece mais ou menos a meio do livro. Não é bem a meio, é mais já para o fim... (Bah, odeio não poder dizer as coisas como elas são xD )

- A Stephenie Meyer, tal como a JK Rowling, provou que não tem muita imaginação para nomes de personagens que eventualmente... aparecem. (Quando lerem o livro vão entender... eu acho. Só achei querido porque a personagem de que falo recebe um nickname pelo qual eu também já fui chamada)

- Gostei muito do livro, mas nada consegue ultrapassar o meu amor pelo "Crepúsculo". Porém, como disse, acho que ainda tenho que digerir este livro. Mas foi um bom final, eu acho.

parafina falsificada

1 comentário:

Rita disse...

Crespúsculo é o melhor deles todos. E o BD deixou muito a desejar. Tenho dito.