domingo, 16 de novembro de 2008

Amor é ...

eu dizer que estou que nem posso, que a porra do dente do siso não me deixa em paz, que por mais medicamentos que tome esta coisa não pára de doer e que às vezes pareço um bebé a babar-se porque aquela porra de dente está a aleijar-me na bochecha também, e ele dá-me beijinhos e faz-me carícias (que, vá, parecem massagens e sabem bem!) na bochecha em questão e diz que a dor vai passar.

parafina falsificada (podia estragar todo este post de lamechice ao relatar a conversa desta tarde, mas não o vou fazer)

1 comentário:

*F disse...

Pronto, diz que é a paixão! =P